Entenda BIG DATA em 5 Passos


O que é Big Data?

Explicando de uma forma básica, Big Data é o conjunto de informações presentes em bancos de dados, que pode ser acessado e possui interligações. Ou seja, o conteúdo acessível que está disponível na rede mundial de computadores.


Para ficar mais claro, a Wikipédia é um exemplo, onde textos disponíveis em bancos de dados para consultas online. O Youtube, por sua vez, é um exemplo que disponibiliza diversos vídeos presentes em um banco disponível para usuários acessarem.


Apesar de o termo Big Data, reunir e armazenar informações é antiga. Entretanto, Doug Laney separou a ideia em 5 Vs que vamos ver logo abaixo, que auxiliam na compreensão do termo e que formam a base para a implementação do conceito em qualquer empresa.


São eles: Volume, Velocidade, Variedade, Variabilidade e Vínculo.


Volume

Ponto de partida para entender Big Data.

Os 2,5 quintilhões de dados criados diariamente causa um volume de informações impressionante das mais diversas fontes. Acompanhamento de leads e clientes, redes sociais, interações em sites e blogs, histórico de compra, cliques e muito, muito mais.

O volume de informações influencia em dois pontos principais: armazenamento e análise.

Com a expansão diária de servidores, ficou muito mais fácil armazenar esses dados, principalmente com a compressão de arquivos e possibilidade de disponibilizá-lo na nuvem.

Já a análise se torna cada vez mais simples, principalmente com o uso de ferramentas próprias para o Big Data.


Velocidade

Dados são transferidos, armazenados e baixados em velocidades altíssimas!

E não estamos falando da velocidade da sua conexão com a internet, mas sim como esse conteúdo é trabalhado, atualizado e expandido rapidamente.

Cada vez mais fontes fornecem dados, o que torna necessário o gerenciamento dessas informações em tempo real, de forma ápida e segura.


Variedade

Dados aparecem com todas as formas, cores e tamanhos. Podem ser planilhas, dados estruturados, ou somente documentos de texto, vídeos e imagens.

É preciso entender as variedades existentes e como cada uma deve ser analisada e armazenada.


Variabilidade

A velocidade e variedade dos dados crescem constantemente, mas, adicionalmente, esses elementos mudam e não são necessariamente consistentes.

Imagine as mídias sociais, como elas vão gerar informações de forma regular?

Elas são totalmente dependentes das ações dos usuários e, mesmo parecendo, não ficamos 24 horas por dia conectados na web.

A ideia de variabilidade também pode ser aplicada a dados diários, sazonais e relativos a eventos específicos, o que gera um grande volume de informações e traz desafios no gerenciamento.


Vínculo

Com um volume tão grande de dados, é muito provável que você perca o controle de tudo na hora que realmente precisar.

Um dos principais motivos disso é a dificuldade de conectar e transformar informações através de diferentes plataformas.

Portanto, é preciso conectar e correlacionar os elementos, criar hierarquias e ligações múltiplas para os dados, ou seja, criar vínculos entre eles.


0 visualização
LOGO-LMbrnco.png

© 2020 LM&Co.

 

Bauru>

Bauru: R. Manoel Pereira Rolla 18-50

17012-190

São Paulo: R. Dr. Paulo Vieira, 374.

01257-000

CNPJ: 30.613.593/0001-22

(14)981969412

A entrega de produtos pode variar conforme disponibilidade e produção.

xkhgh.png