• Giovanna Oliveira

3 Perguntas: Mariana Camargo - A Comunicação na Democratização da Beleza

Aos 23 anos, a jornalista Mariana Camargo decidiu através do seu amor pela comunicação difundir o seu propósito: muito além de uma forma de expressão, a beleza é uma ferramenta de identidade e inclusão. Para isso, ela traduz temas relacionados ao assunto para públicos que há pouco tempo começaram a ser mencionados nessa conversa, destacando a importância das mídias, consumidores e empresas para que a inclusão seja real.

Mariana Camargo | Fonte: Acervo Pessoal

O 3 perguntas de hoje traz uma entrevista com a Mariana.


1) Ao longo da história é possível notar que padrões de beleza passam por transformações para se adaptarem às realidade de cada período. Como você acredita que a ascensão das redes sociais e evolução dos meios de comunicação influenciaram nessas mudanças?

Eu tenho uma visão bem positiva sobre as redes sociais atualmente. Acredito que por muito tempo essas ferramentas foram usadas pra estabelecer padrões inalcançáveis, da mesma forma que as revistas e TV também fizeram muito. Mas a acessibilidade para criar conteúdo mudou tudo. Vejo os conteúdos hoje muito segmentados, atingindo exatamente a parcela da população que ele deve atingir, isso é inédito e muito bom. 

Hoje você é responsável pelo que vai receber no seu feed, é uma decisão sua e tem muito conteúdo bem feito, bem estudado, de qualidade mesmo sendo produzido.

Mulheres que antes não conseguiam se identificar com nenhuma mulher retratada pela mídia hoje podem se ver em outras mulheres o tempo todo, essa representatividade é muito importante no processo de construção da autoestima e também da quebra dos padrões de beleza.
Espelho.Cast | Fonte: Acervo Pessoal

2) Qual o papel do empreendedorismo na oposição de um padrão ditando o mercado da beleza? E o consumidor? Qual a sua participação na democratização deste mercado?


Na minha opinião o empreendedorismo vem pra suprir necessidades que já existiam e eram silenciadas pelo conteúdo pasteurizado que recebíamos antes da democratização das redes sociais. Essas demandas hoje são atendidas por empresas que focam em um produto ou serviço especializado para uma parcela da população.

Marca de maquiagens especializada em peles negras: Negra Rosa | Fonte: negrarosa.com.br

O papel do consumidor é reiterar a importância desses serviços e produtos consumindo e divulgando esses projetos, como forma de naturalizar e estimular cada vez mais esse comportamento.


3) De onde veio o ímpeto de debater assuntos relacionados à moda e beleza direcionando-os para quem não se encaixa em padrões impostos? Como foi a sua descoberta da comunicação para divulgar este propósito?


Esse processo foi muito especial pra mim, sempre gostei de beleza e de temas acerca desse universo. A ideia do projeto veio de um momento de questionamento sobre o que eu achava bonito. O que eu acho bonito é o mesmo que os outros acham? Se sim, por quê? A partir disso comecei a estudar e pesquisar mais sobre padrões e consequentemente cheguei em minorias e grupos excluídos. Sempre falei muito e sempre gostei de boas conversas, Espelho.Cast nasceu de uma vontade de dialogar com pessoas que não se incluíam nos padrões impostos pela sociedade para tentar entender um pouco sobre a vivência delas e é claro, comunicar isso para as outras pessoas através do podcast.

Espelho.Cast | Fonte: Acervo Pessoal

Conheça o trabalho da Mari aqui.

42 visualizações
  • Instagram Social Icon
  • Facebook
  • Youtube
LOGO-LMbrnco.png

© 2020 LM&Co.

 

Bauru>

Bauru: R. Manoel Pereira Rolla 18-50

17012-190

São Paulo: R. Dr. Paulo Vieira, 374.

01257-000

CNPJ: 30.613.593/0001-22

(14)981969412

A entrega de produtos pode variar conforme disponibilidade e produção.

xkhgh.png
pacto-global.png